Violeta Foi Para o Céu, cinebiografia da autora de Gracias a la Vida, é a principal estreia da semana

Violeta Foi Para o Céu - pontocedecinema.blog.br

O filme de Andrés Wood sensibilizou os júris do Sundance Festival e do Cine Ceará, de onde saiu premiado

Finalmente chega a Salvador a cinebiografia de um dos maiores nomes da música da América Latina, a cantora e compositora chilena Violeta Parra, interpretada pela atriz Francisca Gavilán, autora de hinos como Volver a los 17 e Gracias a la Vida, que cometeu suicídio em fevereiro de 1967.

Premiado no Sundance Festival e no Cine Ceará, Violeta Foi Para o Céu, dirigido por Andrés Wood, é a principal estreia de uma semana que apresenta também como atrativos dois filmes que se perdem em intenções grandiloquentes e pouco inspiradas: Abrahan Lincoln: O Caçador de Vampiros, de Timur Bekmambetov, e O Legado Bourne, de Tony Gilroy.

O filme de Bekmambetov é um amontoado de clichês e não se sustenta ao apresentar uma (a princípio) inventiva história que mistura o presidente dos Estados Unidos Abrahan Lincoln a vampiros em pleno período da Guerra de Secessão norte-americana. Ali tudo é exagero, fake e agressivo à inteligência e aos sentidos, sobretudo o 3D que nos é lançado na cara tal e qual propaganda televisiva de eletrodoméstico.

O Legado Bourne, de Tony Gilroy, retoma a trilogia Bourne (A Identidade, de Doug Liman, e A Supremacia e O Ultimato, ambos de Paul Greengrass) com o agente Aaron Cross (Jeremy Renner) vivendo dilemas e perseguições semelhantes aos de Jason Bourne (Matt Damon), personagem dos três primeiros filmes.

Mas falta a Gilroy competência necessária para estabelecer limites entre os tempos fortes e fracos, destituindo O Legado de maior interesse em sua trama rocambolesca que faz de Aaron uma espécie de sucedâneo pálido e pouco criativo de Jason. O resultado é um carrossel de emoções baratas e perseguições que não levam a lugar algum.

Alguns filmes a conferir: o indiano Fanaa, de Kunal Kohli, ParaNorman, animação de Sam Fell e Chris Butler, Projeto Dinossauro, de Sid Bennett, e a comédia nacional Totalmente Inocentes, de Rodrigo Bittencourt, que retoma sucessos como Cidade de Deus e Tropa de Elite em tons de sátira e paródia.

#Leia a seguir as sinopses, conforme enviadas pelos exibidores, e veja os traileres dos filmes. Para saber mais sobre as estreias e pré-estreias, os filmes que continuam em cartaz, exibições e mostras especiais, além do horário, consulte Em cartaz, ao lado.

ESTREIAS

ABRAHAN LINCOLN: O CAÇADOR DE VAMPIROS (Abraham Lincoln: Vampire Hunter)
De Timur Bekmambetov. EUA, 2012. 14 anos. Com Benjamin Walker, Dominic Cooper, Anthony Mackie, Mary Elizabeth Winstead, Rufus Sewell e Marton Csokas. Baseado em livro de mesmo nome, o filme explora a vida secreta de um dos maiores presidentes dos Estados Unidos em uma história não contada que definiu uma nação. Depois que sua mãe é morta por uma criatura sobrenatural, o presidente Lincoln se torna o maior caçador da história dos mortos-vivos.

FANAA (Fanaa)
De Kunal Kohli. Índia, 2006. 12 anos. Com Aamir Khan, Kajol, Tabu, Shiney Ahuja, Jaspal Bhatti, Lillete Dubey e Lara Dutta. Zooni é uma jovem cega que sempre tentou seguir o conselho do pai: ”Escolher entre o certo e o errado é fácil; o desafio da vida é decidir pelo melhor entre duas coisas boas, e o pior entre duas coisas maléficas”. A jovem terá de colocar em prática o pensamento do pai ao conhecer Rehan, um eterno conquistador que se diz finalmente apaixonado. Mas a morte do rapaz, em um atentado terrorista, revela um segredo capaz de destruir Zooni e sua família.

O LEGADO BOURNE (The Bourne Legacy)
De Tony Gilroy. EUA, 2012. 14 anos. Com Edward Norton, Jeremy Renner, Rachel Weisz, Oscar Isaac, Joan Allen, Scott Glenn, Corey Stoll e Albert Finney. O filme expande o universo Bourne, criado pelo escritor Robert Ludlum, com uma história desenvolvida diretamente para o cinema. Apresenta um novo herói (Jeremy Renner) envolvido em situações de vida ou morte, desencadeadas pelos eventos dos três primeiros filmes da série.

PARANORMAN (ParaNorman)
De Sam Fell e Chris Butler. EUA, 2012. Livre. Norman Babcock (Kodi Smit-McPhee) é um garoto que consegue ver e falar com os mortos. Entretanto, o único que acredita em suas habilidades é Neil, um amigo excêntrico. Um dia, o tio de Norman conta sobre um importante ritual anual realizado na cidade, com o objetivo de protegê-la de uma maldição jogada por uma bruxa séculos atrás. Norman resolve ajudar no ritual, mas as coisas não saem como planejado e uma nuvem mágica faz com que os mortos se levantem das tumbas da cidade.

PROJETO DINOSSAURO (The Dinosaur Project)
De Sid Bennett. Reino Unido, 2012. 12 anos. Com Natasha Loring, Matt Kane, Richard Dillane e Peter Brooke. Em plena África, uma equipe de filmagens realiza uma expedição exploratória. Quando estão chegando ao Congo, os integrantes são surpreendidos ao encontrar uma variedade de espécies de dinossauros que deveriam estar extintos há 65 milhões de anos. Só que o tempo fez com que os próprios dinossauros amadurecessem e se tornassem mais perigosos.

TOTAMENTE INOCENTES
De Rodrigo Bittencourt. Brasil, 2012. 14 anos. Com Lucas de Jesus, Gleison Silva, Mariana Rios, Fábio Assunção, Fábio Porchat, Kiko Mascarenhas e Leandro Firmino da Hora. Sátira de filmes consagrados do cinema nacional, como Cidade de Deus e Tropa de Elite. A comunidade do DDC está em guerra. O branquelo Do Morro e o travesti Diaba Loira disputam o poder na comunidade. Alheio a isso, Da Fé acredita que precisa se tornar o chefe do morro para conquistar o amor de Gildinha, sua musa. Tudo piora quando o atrapalhado repórter Vanderlei forja uma capa que vai dar o que falar.

VIOLETA FOI PARA CÉU (Violeta se Fue a los Cielos)
De Andrés Wood. Chile/ Argentina/ Brasil, 2011. 10 anos. Com Francisca Gavilán, Thomas Durand e Christian Quevedo. Um mergulho na vida de Violeta Parra, o maior nome da música chilena. Baseado no romance homônimo de Ángel Parra, filho de Violeta Parra. Vencedor do Prêmio do Grande Júri no Festival Sundance e indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro pelo Chile, em 2012, e prêmios de Melhor Atriz (Francisca Gavilán) e Melhor Diretor no Festival de Huelva, Espanha, em 2011.

PRÉ-ESTREIAS

POLÍSSIA (POLISSE)
De Maïwenn. França, 2011. 16 anos. Com Maïwenn, Joey Starr, Karin Viard, Marina Foïs e Naidra Ayadi. O cotidiano de policiais da Brigada de Proteção aos Menores é formado de prisões de pedófilos, de detenções juvenis, de testemunhos de crianças maltratadas, mas também da pausa do almoço onde se fala dos problemas pessoais, da solidariedade entre colegas e das crises de riso nos momentos mais inimagináveis. Como esses policiais conseguem conciliar suas vidas privadas e a realidade a que são confrontados? Vencedor do prêmio do júri no Festival de Cannes 2011. 13 indicações do César Awards 2012, sendo premiado como Melhor Montagem e Melhor Atriz Revelação (Naidra Ayadi) no César Awards 2012.

UM VERÃO ESCALDANTE (Un été Brûlant)
De Philippe Garrel. Itália / França/ Suíça, 2011. 16 anos. Com Monica Bellucci, Louis Garrel, Céline Sallette e Jérôme Robart. Paul e Frédéric são amigos inseparáveis. Frédéric é pintor e vive com Angèle, atriz que está filmando em Roma. Paul faz alguns trabalhos como figurante em filmes. Em um set de filmagem, conhece Élisabeth e os dois se apaixonam. Os três amigos viajam juntos para passar as férias de verão em Roma.