Tim Burton lança olhar arrepiante e impagável sobre os anos 70 como resquícios de um ‘paraíso perdido’

Sombras da Noite - pontocedecinema.blog.br

SOMBRAS DA NOITE – Tudo é apenas pretexto para o cineasta destilar humor raro – com delicadeza narrativa, cadência, clareza e arte – provocado pelo estranhamento de um ser que se vê acordado em um mundo mais estranho do que sua própria condição de criatura condenada a viver eternamente. Sombras da Noite desfila uma série de referências pop. Ri-se o tempo todo – de tudo e com todos. As piadas se sucedem como cascatas, da brincadeira com o M da McDonald’s e o sexo de Alice Cooper ao resgate de pérolas dos anos 70, como o filme Love Story e a impagável frase “Amar é jamais ter que pedir perdão”, do romance de Erich Segal. E evocações eminentes dos Carpenters, Barry White, passando por nomes como Iggy Pop, Donovan e o próprio Cooper, enriquecidas pela partitura de Danny Elfman. Leia mais sobre Sombras da Noite.
FICHA TÉCNICA

Diretor: Tim Burton
Elenco: Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Michelle Pfeiffer, Chloë Grace Moretz, Eva Green, Jonny Lee Miller, Gulliver McGrath, Jackie Earle Haley, Bella Heathcote, Christopher Lee
Produção: Christi Dembrowski, Johnny Depp, David Kennedy, Graham King, Richard D. Zanuck
Roteiro: Seth Grahame-Smith
Fotografia: Bruno Delbonnel
Trilha Sonora: Danny Elfman
Duração: 113 min.
Ano: 2012
País: EUA
Classificação: 14 anos