Quartas Baianas exibe premiados do 5 Minutos

A Melhor Idade - pontocedecinema.blog.br

Nilson Mendes em A Melhor Idade, grande vencedor do XV Festival Nacional 5 Minutos

O projeto Quartas Baianas volta nesta quarta-feira (12/12), na Sala Walter da Silveira, com a exibição de Afônica, de Maurício Lidio, que estará presente para um bate-papo com o público, e os premiados do XV Festival Nacional 5 Minutos. Afônica fala sobre uma mulher, a sonhadora Carla, que acredita poder cantar, embora seja muda.

Em exibição ainda, A Melhor Idade, dirigido por Adriano Big, que foi o grande vencedor da última edição do 5 Minutos: ficou com o primeiro lugar (Prêmio Walter da Silveira), escolhido pelo júri oficial, o Prêmio Luiz Orlando, eleito pelo júri popular, e o de melhor filme baiano do júri da ABCV/ ABD-Ba.

Dançando Mas Tô Andando (que também foi premiado no CineFuturo e no Cachoeira Doc, exibido em versão maior, em p&b), de Marcondes Dourado, ficou com o segundo lugar (Prêmio Alexandre Robatto) do júri oficial do 5 Minutos e recebeu o Prêmio Orlando Senna de melhor documentário, eleito pela diretoria da ABCV/ ABD-Ba.

Como Num Passe de Claves, de Emerson Dias, também da Bahia, ficou com o terceiro lugar (Prêmio Roberto Pires), enquanto que o pernambucano Auge do Alopro, de Braz Marinho, recebeu o Prêmio Vito Diniz de realizador estreante. A entrada para o Quartas Baianas é franca. A sessão começa às 19 horas.