Palacete das Artes abre ciclo Cinema e Arquitetura com a exibição de Metrópolis, obra-prima de Fritz Lang

Metrópolis - pontocedecinema.blog.br

Imagem impressionante do antológico Metrópolis, de Fritz Lang, um dos marcos do expressionismo alemão

Cinema e Arquitetura é o tema do ciclo que começa hoje, no Palacete das Artes, sob a curadoria do arquiteto Raimundo Chagas, com a exibição de uma das obras-primas do cineasta Fritz Lang, Metrópolis (1926), um dos marcos do expressionismo alemão e uma das obras referênciais de toda a história do cinema.

A mostra, que reúne mais oito filmes no andar térreo do Palacete das Artes, à rua da Graça 284, das 17h às 19h, até o dia 30, é dirigida aos cinéfilos amantes da arte, paisagistas e arquitetos e lança um olhar para a arquitetura presente em quase todos os filmes envolvendo seus personagens, explica Raimundo, responsável pela programação do Cinema no Palacete, programa desenvolvido em espaço espaço com 40 lugares, que iniciou importantes mostras temáticas em meados de 2012.

Pesco do perfil de Raimundo Chagas, no Facebook, algumas considerações sobre o filme de hoje:

“Dirigido pelo aclamado diretor Fritz Lang, será exibido com entrada franca em versão restaurada de acordo com a versão original da época, visto que a película teve várias versões, logo após a sua primeira exibição em Berlim. Filme grandioso que até hoje surpreende pela sua impressionante produção e que inspirou vários filmes de ficção científica e futuristas que vieram a seguir”.
“Alguns comentários e observações serão feitos antes da exibição do mesmo. Este filme abre a mostra Cinema e Arquitetura que a cada quarta e sexta-feira do mês de abril, mostrará filmes que possuem relação muito próxima com a arquitetura. Todos serão precedidos de comentários e observações em relação à sua natureza interdisciplinar”.

Dentre os filmes selecionados, Vontade Indômita, não disponível em DVD no Brasil, será exibido em cópia rara com legendas eletrônicas em português. A seguir, veja a programação completa:

Dia 03 de abril: Metrópolis, de Fritz Lang. Alemanha, 1926
Dia 05 de abril: Vontade Indômita, de King Vidor. EUA, 1948
Dia 10 de abril: Lar, Meu Tormento, de H. C. Potter. EUA, 1948
Dia 12 de abril: A Barriga Do Arquiteto, de Peter Greenaway. Inglaterra, 1987
Dia 17 de abril: Meu Tio, de Jacques Tati. França, 1958
Dia 19 de abril: A Arquitetura Da Destruição, de Peter Cohen. Suécia, 1992
Dia 24 de abril: O Homem Ao Lado, de M. Cohn e G. Duprat. Argentina, 2009
Dia 26 de abril: O Nono Mandamento, de Richard Quine. EUA, 1960
Dia 30 de abril: Playtime, de Jacques Tati. França, 1967