O início, o meio e o fim de Pina Bausch e Raul Seixas

Pina 3D - pontocedecinema.blog.br

Pina 3D, de Wim Wenders, um mergulho no tempo, na memória e no espaço da coreógrafa Pina Bausch

Inquestionável, Pina 3D, de Wim Wenders, e Raul – O Início, o Fim e o Meio, de Walter Carvalho, dominam entre as estreias, nesta sexta-feira (23/3). Dois documentários de fino trato, embora de naturezas diversas.

Pina 3D é uma homenagem a Pina Bausch. Wenders entra nos corações e mentes dos bailarinos da coreógrafa alemã que morreu em 2009.

Não é novidade, a distinção, porquanto o cineasta alemão é um mestre na reverência a grandes artistas, como fez, praticamente no leito de morte, com o cineasta norte-americano Nicholas Ray (1911-1979), em O Filme de Nick (1980).

Nick’s Film é uma obra rara, de fôlego, como esse Pina 3D, em que Wenders se utiliza da nova tecnologia, sutilmente, envolvendo-nos em um espaço físico, geográfico, marcado em sua cadência pelo sentido de transversalidade.

Raul - O Início, o Fim e o Meio - pontocedecinema.blog.br

Raul - O Início, o Fim e o Meio, filme de Walter Carvalho

Oblíquo, em diagonal, nos impõe um mergulho no tempo e na memória de Pina Bausch. Entramos aí em uma nave incialmente pilotada pelo Alain Resnais de Hiroshima, Meu Amor (1959) e O Ano Passado em Marienbad (1961).

Não seriam os bailarinos de Pina Bausch os anjos de Asas do Desejo (1987)?

Em um outro sentido, nada silencioso, verborrágico até, Walter Carvalho não deixa arestas ao abordar a trajetória do baiano Raul Seixas, em Raul – O Início, o Fim e o Meio.

Os amigos, as filhas, as mulheres, os parceiros, a contracultura, o ocultismo, as drogas, as drogas e as drogas – enfim, a vida acelerada de um dos maiores ícones da música brasileira está ali, no início, no meio e no fim.

Não necessáriamente nessa ordem, diria Jean-Luc Godard, mas em sua plenitude.

#Leia a seguir as sinopses, conforme enviadas pelos exibidores, e veja os traileres dos filmes. Para saber mais sobre as estreias e pré-estreias, os filmes que continuam em cartaz, exibições e mostras especiais, além do horário, consulte Em cartaz, ao lado.

ESTREIAS
JOGOS VORAZES (The Hunger Games)
De Gary Ross. EUA, 2012. 12 anos. Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Elizabeth Banks, Liam Hemsworth, Woody Harrelson eIsabelle Fuhrman. A história se passa nas ruínas futuristas da América do Norte, agora dividida em uma capital e 12 distritos que vivem em um regime totalitário. Neste cenário, casais de jovens são escolhidos para representar cada um dos 12 distritos em um reality show mortal chamado Jogos Vorazes, no qual somente uma dupla sairá vencedora. O filme é uma adaptação do livro homônimo que é o novo sucesso mundial entre os jovens, ocupando a lista dos mais vendidos do New York Times por 130 semanas consecutivas.

PINA 3D (Pina)
De Wim Wenders. França, Reino Unido, Alemanha, 2010. 12anos. Com Pina Bausch, Regina Advento, Malou Airaudo, Ruth Amarante. A obra convida o espectador a uma incrível viagem de descoberta por uma nova dimensão no palco da legendária companhia de dança. O documentário foi filmado com o grupo Tanztheater Wuppertal para mostrar a arte singular da coreógrafa. Primeiro em cena, com as coreografias, depois nas ruas onde Pina Bausch viveu toda a sua força criativa.

RAUL – O INÍCIO, O FIM E O MEIO
De Walter Carvalho, Evaldo Mocarzel. Brasil, 2010. Livre. Com depoimentos de Paulo Coelho, Caetano Veloso, Daniel de Oliveira, Roberto Menescal, Tárik de Souza, Tom Zé, Luiz Carlos Maciel, Marcelo Nova e André Midani. Documentário sobre vida e obra de Raul Seixas, um dos maiores ícones do rock brasileiro, desvendando suas diversas facetas, suas parcerias com Paulo Coelho, seus casamentos e seus fãs, que ele continua a mobilizar 20 anos depois de sua morte.

PRÉ-ESTREIAS
ALBERT NOBBS (Albert Nobbs)
De Rodrigo Garcia. Inglaterra/Irlanda, 2011. 16 anos. Com Glenn Close e Mia Wasikowska. Durante 30 anos Albert Nobbs se fez passar por um homem para se manter e concretizar o sonho de ser a dona de uma tabacaria. Entretanto, sua farsa é ameaçada quando um pintor, Hubert Page, divide o quarto com Albert por não haver outro dormitório disponível no hotel em que ambos trabalham. Indicação ao Oscar de melhor atriz 2012 para Glenn Close.

BELEZA ADORMECIDA (Sleeping Beauty)
De Julia Leigh. Austrália, 2011. 16 anos. Com Emily Browning e Chris Haywood. Um surpreendente retrato de Lucy, uma jovem estudante universitária envolvida em um mundo misterioso e secreto de desejos não revelados, servindo a homens que possuem o fetiche por mulheres que dormem. As sessões começam a perturbá-la, no entanto, quando ela começa a questionar o que acontece enquanto dorme. Seleção Festival de Cannes 2011.

O LORAX: EM BUSCA DA TRÚFULA PERDIDA3D (Dr. Seuss’ The Lorax)
De Chris Renaud e Kyle Balda. EUA, 2012. Animação. Livre. Adaptação do livro infantil escrito por Dr. Seuss (o mesmo de O Grinch) sobre uma criatura que vive em um bosque e simboliza o eterno poder da esperança. Na história, um menino está à procura do único objeto capaz de aproximá-lo da garota de seus sonhos. Para encontrá-lo, no entanto, deverá descobrir antes a história de Lorax, uma encantadora e ao mesmo tempo mal-humorada criatura que luta para proteger um mundo em vias de extinção.

MEU PRIMEIRO CASAMENTO (Mi Primera Boda)
Argentina, 2011. 12 anos. Com Natalia Oreiro, Daniel Hendler, Imanol Arias, Martín Piroyansky, Muriel Santa Ana e Gabriela Acher. No dia de seu casamento, um tanto nervoso, Adrian comete um pequeno erro e decide ocultar o fato de sua noiva, Leonora. Mas esconder as coisas se mostra um problema ainda mais complicado, colocando a própria cerimônia em risco.