Menos que Nada discute sistema manicomial

Menos que Nada - pontocedecinema.blog.br

O filme, que conta com Felipe Kannenberg no papel de Dante, terá estreia transmídia: nos cinemas, em DVD e na internet

O novo filme do diretor e roteirista Carlos Gerbase (3 Efes e Tolerância), Menos que Nada, estreia no próximo dia 20/7, trazendo uma novidade: o lançamento será realizado ao mesmo tempo nos cinemas, em DVD e na internet, via streaming.

A proposta, com a estreia em transmídia, é facilitar o acesso do público ao cinema nacional e ampliar a discussão sobre o sistema manicomial e a saúde pública no Brasil, temas abordados pelo longa.

A sinopse oficial diz: Dante (Felipe Kannenberg) é um homem solitário, que sofre de esquizofrenia e vive em um hospital psiquiátrico esquecido pelos amigos e a família. O estado de saúde dele começa a mudar quando a nova médica residente, Paula (Branca Messina), se interessa pelos sintomas e decide investigar sua vida, buscando pessoas do passado.

Menos que Nada, revela a produção do filme, é um suspense que explora a relação entre médico e paciente, tendo como pano de fundo os sintomas da esquizofrenia e o desencadeamento dessas reações. No sentido de movimentar essa discussão e fazer as pessoas refletirem sobre o filme e o assunto, acontece uma forte interação com o público na internet por meio das redes sociais no Facebook e no Twitter.

Nas páginas do filme estão sendo publicadas informações sobre produção, o elenco, curiosidades, estudos sobre o tema, análises de psiquiatras e psicanalistas, com a proposta de gerar discussões e trazer pessoas para socializar dentro desse universo.

Também são realizadas promoções e desafios sobre o filme com os usuários. No elenco, além de Felipe Kannenberg e Branca Messina, Rosane Mulholland (René), Maria Manoella (Berenice) e Carla Cassapo (Laura).

Assista ao trailer de Menos que nada.