Um jornalista bêbado e uma mulher em fogo no cinema

Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios - pontocedecinema.blog.br

Camila Pitanga, melhor atriz no Festival do Rio, em cena do filme de Beto Brant e Renato Ciasca

Não fosse Johnny Depp em Diário de Um Jornalista Bêbado, no papel de Paul Kemp, alter-ego do polêmico escritor Hunter S. Thompson, criador do jornalismo gonzo, a semana seria totalmente dedicada a Camila Pitanga, em Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Lindos Lábios.

No filme de Beto Brant e Renato Ciasca, adaptado de um dos romances mais badalados de Marçal Aquino, que estreia nesta sexta (20/4) ela interpreta uma mulher misteriosa que vira a cabeça de um fotógrafo e um pastor em uma pequena cidade da Amazônia ameaçada de desmatamento.

Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Lindos Lábios é um típico film noir, com direito a uma subversão no final. Camila ganhou, merecidamente, o prêmio de melhor atriz no Festival do Rio. Ela faz mais, muito mais, do que apenas mostrar os seus lindos lábios.

Diário de Um Jornalista Bêbado - pontocedecinema.blog.br

Johnny Depp no papel do alter-ego de Hunter Thompson

Em Diário de Um Jornalista Bêbado, Depp retoma seu apego a Thompson (1937-2005), depois de mergulhar no universo do escritor em Medo e Delírio (1998).

Desta vez interpretando um jornalista freelancer dos Estados Unidos que vai trabalhar em um jornaleco de San Juan, em Porto Rico, e logo se vê inclinado à vida mundana local.

Entra em cartaz, também, A Fonte das Mulheres, de Radu Mihaileanu, que apresenta uma história de mulheres que fazem greve de sexo com os maridos.

E A Guerra Está Declarada, o indicado da França ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Além do mais, a conferir: American Pie e A Perseguição
.
O Porto, do diretor finlandês Aki Kaurismäki, continua em pré-estreia, ao lado de A Dançarina e o Ladrão, de Fernando Trueba, e o desconcertante O Homem Que Não Dormia, do baiano Edgard Navarro. Boa tela.

#Leia a seguir as sinopses, conforme enviadas pelos exibidores, e veja os traileres dos filmes. Para saber mais sobre as estreias e pré-estreias, os filmes que continuam em cartaz, exibições e mostras especiais, além do horário, consulte Em cartaz, ao lado.

ESTREIAS
A FONTE DAS MULHERES (La Source des Femmes)
De Radu Mihaileanu. Bélgica/Itália/França, 2011. 14 anos. Com Leïla Bekhti e Hafsia Herzi. Esta comédia dramática é uma fábula moderna que se passa em uma pequena vila onde mulheres ameaçam fazer greve de sexo se os homens não buscarem água em um lugar longínquo. A rebelião é liderada pela jovem liberal Leila.

A GUERRA ESTÁ DECLARADA (La Guerre Est Déclarée)
De Valérie Donzelli. França, 2011. 14 anos. Com Valérie Donzelli e Jérémie Elkaïm. Romeo e Juliette se conhecem, se apaixonam e brincam que estão fadados a um destino trágico, devido a seus nomes. Ao terem um filho, Adam, a teoria do casal é colocada em prática: Adam desenvolve um tumor no cérebro ainda pequeno e o casal passa a enfrentrar problemas reais da vida adulta, com um tom de esperança. História vivida na realidade pela diretora e o ator principal do filme.

AMERICAN PIE : O REENCONTRO (American Reunion)
De Jon Hurwitz, Hayden Schlossberg. EUA, 2012. 16 anos. Com Mena Suvari, Alyson Hannigan, Seann William Scott, Jennifer Coolidge, John Cho, Katrina Bowden e Shannon Elizabeth. Passados 13 anos de formatura (e do primeiro filme), Jim, Michelle, Stifler e mais todos os amigos da escola se reencontram na East Great Falls, Michigan, para matar a saudade dos velhos tempos.

A PERSEGUIÇÃO (The Grey)
De Joe Carnahan. EUA, 2012. 14 anos. Com Liam Neeson, Dallas Roberts, Frank Grillo, Dermot Mulroney, Nonso Anozie, Joe Anderson e Ben Hernandez Bray. Equipe de perfuração de petróleo luta para sobreviver após um acidente de avião no Alaska. Para complicar a situação, eles passam a ser atacados por lobos que os veem como intrusos em seu território.

DIÁRIO DE UM JORNALISTA BÊBADO (The Rum Diary)
De Bruce Robinson. EUA, 2012. 14 anos. Com Johnny Depp, Aaron Eckhart e Amber Heard. Baseada numa história “surreal” escrita por Hunter S. Thompson, o filme narra a história do jornalista freelancer Paul Kemp, que na década de 1950 deixa os Estados Unidos para trabalhar no San Juan Star, um jornal decadente em Porto Rico. Na ilha, ele se depara com a cultura local: uma alucinante e deliciosa relação entre trabalho e diversão, em que euforia, boemia e consciência se misturam sem moderação.

EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS SEUS LINDOS LÁBIOS
De Beto Brant e Renato Ciasca. Brasil, 2012. 16 anos. Com Gustavo Machado, Zecarlos Machado e Antonio Pitanga. Um triângulo amoroso envolve Cauby, um fotógrafo de passagem pelo interior da Amazônia, a bela e instável Lavínia e seu marido, o pastor Ernani, que acredita ser possível consertar as contradições do mundo. Lavínia, o corpo; Cauby, o olhar; Ernani, a palavra – os três vértices de uma paixão incandescente, em meio à natureza ameaçada de devastação.

PRÉ-ESTREIAS
A DANÇARINA E O LADRÃO (El baile de la Victoria)
De Fernando Trueba. Espanha, 2009. 12 anos. Com Ricardo Darín, Abel Ayala. Com a chegada da democracia no Chile, após a saída do ditador Augusto Pinochet do poder, o jovem Angel e o veterano Vergara são anistiados. Enquanto Vergara está disposto a abandonar o crime para se reencontrar com a família, Angel quer que ele o ajude em um golpe idealizado por um companheiro de prisão. Paralelamente, Angel conhece e se apaixona por Victoria, uma jovem muda que sonha se tornar bailarina.

O HOMEM QUE NÃO DORMIA
De Edgard Navarro. Brasil, 2011. 18 anos. Com Bertrand Duarte, Evelin Buchegger, Fabio Vidal, Mariana Freire e Ramon Vane. Numa mesma noite, cinco pessoas de uma cidadezinha do interior são acometidas por um mesmo pesadelo envolvendo um homem sinistro e um tesouro enterrado. Com a chegada de um misterioso peregrino, o vilarejo é arrebatado da rotina medíocre e os personagens são lançados num vórtice de acontecimentos insólitos. Será assim que cada um terá sua verdade trazida à luz e se libertará do jugo perverso das hipocrisias, medos e doenças, assumindo as rédeas de seus destinos e reescrevendo suas vidas. Prêmio de melhor ator coadjuvante para Ramon Vane no Festival de Brasília, seleção da Mostra Internacional de São Paulo e Festival de Tiradentes.

O PORTO (Le Havre)
De Aki Kaurismäki. França/Alemanha/Finlândia, 2011. 12 anos. Com André Wilms, Kati Outinen. Marcel Marx é um escritor conhecido pela boemia. Por vontade própria, ele resolveu se exilar na cidade portuária de Havre, onde passa a trabalhar como engraxate de sapatos. A nova função faz com que Marcel se sinta mais próximo das pessoas, já que pode servi-las. Ele leva uma vida tranquila ao lado da esposa, Arletty, até o dia em que uma criança negra vinda da África surge em sua vida. Com o auxílio de alguns vizinhos, resolve esconder o menino e encontrar sua família, enquanto tenta despistar o detetive encarregado de localizar o imigrante ilegal.