Intocáveis é antídoto para o politicamente correto

Intocáveis - pontocedecinema.blog.br

INTOCÁVEIS – Driss, interpretado por Omar Sy (que ganhou o César de melhor ator, batendo o Jean Dujardin de O Artista), jovem inescrupuloso e irresponsável, assaltante que acaba de passar seis meses na cadeia, é expulso de casa e chega à mansão de Phillipe (Fançois Cluzet) apenas para obter a assinatura comprovando que passou por uma seleção, o que o habilitará a receber o seguro-desemprego. Mas o que ele menos espera é que será o escolhido de Phillipe, o milionário paralisado em consequência de um acidente que está cansado daquela vidinha absolutamente regrada com enfermeiros chatos e politicamente corretos. Intocáveis não é um mero discurso educativo e sentimental meio pastiche, já esgotado pelos dois Perfume de Mulher. Sem pretensão a obra-prima, a dupla Nakache e Toledano foge de uma história meramente edificante, ao driblar uma montanha de clichês (que de fato abundam) e fazer um filme que arranca humor absolutamente centrado em pontos absurdos e discordantes. Leia mais.

FICHA TÉCNICA

Diretor: Olivier Nakache, Eric Toledano
Elenco: François Cluzet, Omar Sy, Anne Le Ny, Audrey Fleurot, Clotilde Mollet, Alba Gaïa Kraghede Bellugi, Cyrril Mendy, Christian Ameri
Produção: Nicolas Duval-Adassovsky, Laurent Zeitoun, Yann Zenou
Roteiro: Olivier Nakache, Eric Toledano
Fotografia: Mathieu Vadepied
Trilha Sonora: Ludovico Einaudi
Duração: 112 min.
Ano: 2011
País: França
Classificação: 14 anos