Atores são o destaque de O Lado Bom da Vida, que começa bem, mas descamba para tom melodioso pífio

O Lado Bom da Vida - pontocedecinema.blog.br

O LADO BOM DA VIDA – Um David O. Russel menos inspirado que em O Vencedor, filme que explorava as relações familiares explosivas em torno da carreira ascendente de um irmão boxeador e do outro que já teve seus dias de glória, mas hoje vive em um terreno mítico de lutador que um dia enfrentou o campeão mundial Sugar Ray Leonard.

Admirável mesmo aquele filme, assim assim retomado em O Lado Bom da Vida, que exibe núcleo familiar um quanto desconcertado de pai, mãe e o filho que, depois de fazer tanta besteira, deixa hospital psiquiátrico e quer a todo custo reatar com a mulher de quem é obrigado a guardar distância.

Câmera nervosa acompanha o não menos impetuoso Pat, em interpretação bem legal de Bradley Cooper, que nos deixa sempre suspensos, entre o riso meio solto e a expectativa de uma tragédia. Ainda mais quando Pat encontra Tiffany, uma jovem viúva que ele tenta evitar ao máximo.

Incrivelmente mais louca, Tiffanny parece ser um garota feita exclusivamente para Pat. Me lembrei de Um Casal Perfeito, de Robert Altman. Queria rever. Mas aqui os caminhos são outros, para não dizer opostos. Delicioso o encontro dos dois. O filme continua ótimo, mas vai se perdendo, pouco a pouco, à medida que Pat e Tiffany vão se acertando. Para usar um clichê mesmo: faltam artimanhas de roteiro e direção para acompanhar a química entre os dois. E isso em comédia romântica é um desastre.

O tom dramático melodioso que caracteriza comédias do tipo, depois das providencias brigas de gato e rato entre o casal destinado a se acertar, é que é pífio. Não é culpa dos atores. O lado bom é que Jennifer Lawrence também está legal em um filme de notável presença dramática, sobretudo dos veteranos Robert De Niro e Jacki Weaver no papel dos pais de Pat. Como já mostrou em O Vencedor, Russel é um ótimo diretor de atores.

FICHA TÉCNICA
Diretor: David O. Russell
Elenco: Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Bradley Cooper, Julia Stiles, Chris Tucker, Shea Whigham, Dash Mihok, John Ortiz, Anupam Kher, Jacki Weaver, Montana Marks, Bonnie Aarons
Produção: Bruce Cohen, Donna Gigliott, Jonathan Gordon
Roteiro: David O. Russell, baseado na obra de Matthew Quick
Fotografia: Masanobu Takayanagi
Trilha Sonora: Danny Elfman
Duração: 122 min.
Ano: 2012
País: EUA
Classificação: 14 anos